quinta-feira, abril 25, 2024
InícioAnálise TécnicaBitcoin em Queda: Possibilidade de Descida Abaixo de US$ 60.000

Bitcoin em Queda: Possibilidade de Descida Abaixo de US$ 60.000

Data

Relacionado

Criptomoedas Podem Alcançar Alta de até 350%, Indicam Analistas

O mercado de criptomoedas está se preparando para um...

Tokens DePIN Disparam e Dominam Ganhos no Top 100

No mundo das criptomoedas, o Bitcoin e o Ethereum...

Bitcoin Registra Quedas Após Halving: Análise do Mercado em 22/04/2024

O tão aguardado halving do Bitcoin aconteceu conforme previsto,...

Hashdex: Perspectivas otimistas para o Bitcoin além do recorde histórico

A Hashdex, empresa brasileira gestora de fundos de investimento...

O Bitcoin (BTC) enfrentou mais um dia de intensa queda, consolidando seu período de correção após atingir sua máxima histórica. Segundo dados do CoinGecko, o preço do Bitcoin hoje, 19 de março, registrou uma queda de 7%, iniciando o dia cotado a US$ 62.761. No Brasil, a queda foi um pouco mais acentuada, atingindo 7,4%, com o BTC sendo cotado a R$ 315 mil.

Bitcoin em Queda: Possibilidade de Descida Abaixo de US$ 60.000

Top 10 das Criptomoedas no Vermelho

A forte correção afetou todas as criptomoedas do Top 10, com destaque para a Solana (SOL), que registrou uma queda de 16%. Além disso, a SOL perdeu sua posição de quarta maior em valor de mercado para a BNB, que teve uma queda de 11,6%.

AVAX e Cardano (ADA) também sofreram quedas significativas, com perdas de 13% e 12%, respectivamente. A XRP teve a menor queda, alcançando 5,4%. Enquanto isso, o Ethereum (ETH) caiu 11,2%, iniciando o dia cotado a US$ 3.256, bem abaixo de seu recorde anual de US$ 4.000 na semana anterior.

Correção Pós-Halving e o Declínio das Memecoins

O Bitcoin está passando por uma correção de 12% desde sua máxima histórica em torno de US$ 73.500. Historicamente, o preço tende a corrigir antes do halving, previsto para ocorrer nos próximos 30 dias. Portanto, o movimento atual está dentro do padrão esperado nos ciclos de alta da criptomoeda.

Segundo o analista Fernando Pereira, da Bitget, essa correção pode se intensificar à medida que o halving se aproxima, podendo resultar em perdas que levem o preço do BTC abaixo de US$ 60.000. Pereira prevê uma correção de 20% a 30% nos dias próximos ao halving, devido ao aumento de pequenos players no mercado, o que proporciona liquidez para grandes players realizarem seus lucros.

Caso essa correção se concretize, o Bitcoin pode atingir uma mínima de US$ 43.000 antes do halving, para então retomar sua trajetória em direção a novas máximas.

No cenário das maiores quedas no Top 100, as memecoins voltaram a se destacar com as três maiores perdas. Liderando as perdas está a BONK, com uma queda de 21,4%, seguida pela Floki Inu (FLOKI), com queda de 19%. A Dogwifhat (WIF) encerrou a lista com perdas de 18,8%, enquanto a Shiba Inu (SHIB) perdeu 12% e a Dogecoin (DOGE) caiu 13%.

O último

Relacionado

Criptomoedas Podem Alcançar Alta de até 350%, Indicam Analistas

O mercado de criptomoedas está se preparando para um...

Tokens DePIN Disparam e Dominam Ganhos no Top 100

No mundo das criptomoedas, o Bitcoin e o Ethereum...

Bitcoin Registra Quedas Após Halving: Análise do Mercado em 22/04/2024

O tão aguardado halving do Bitcoin aconteceu conforme previsto,...

Hashdex: Perspectivas otimistas para o Bitcoin além do recorde histórico

A Hashdex, empresa brasileira gestora de fundos de investimento...