sábado, abril 13, 2024
InícioBlockchainCliente da Braiscompany Busca Falência em Meio a Prejuízos de R$ 63...

Cliente da Braiscompany Busca Falência em Meio a Prejuízos de R$ 63 Mil

Data

Relacionado

Solana Encontra Solução para Congestionamento

A equipe de desenvolvimento da Solana alcançou uma solução...

Surge a ‘DOGE da Solana’ com Valorização Expressiva

No universo das criptomoedas, uma nova "DOGE" surgiu na...

Congestionamento de Bots na Rede Solana: Desafios e Soluções

A rede Solana enfrenta uma crise de congestionamento, com...

Zeta Markets Anuncia Lançamento do Token Z e Airdrop na Solana

Nesta terça-feira (09), a Zeta Markets, uma exchange descentralizada...

Um cliente da Braiscompany, empresa envolvida em um esquema de pirâmide financeira, apresentou um pedido de falência contra a empresa na Justiça Estadual da Paraíba, alegando dívidas acumuladas de R$ 63 mil. Este movimento ocorre em meio aos desdobramentos judiciais e prisões relacionadas ao colapso da Braiscompany.

Cliente da Braiscompany Busca Falência em Meio a Prejuízos de R$ 63 Mil

Pedido de Falência e Valores:

1. Montante Reivindicado:

  • O cliente protocolou a ação solicitando a falência da Braiscompany, alegando três contratos no valor total de R$ 63 mil.

2. Base Legal:

  • O Direito brasileiro permite que credores solicitem a falência se a dívida ultrapassar 40 salários mínimos (R$ 56.480).

Contexto do Investimento:

1. Operações na Braiscompany:

  • O cliente investiu 0,24 Bitcoin na Braiscompany entre agosto e setembro de 2021, buscando retornos através do suposto investimento em criptomoedas.

2. Interrupção dos Pagamentos:

  • Em janeiro de 2023, os pagamentos prometidos pela Braiscompany foram abruptamente interrompidos, levando à desconfiança e à busca por medidas legais.

Prisão do Casal Braiscompany:

1. Captura na Argentina:

  • Antônio Neto Ais e Fabrícia Farias Campos, criadores da Braiscompany, foram presos na Argentina em fevereiro após mais de um ano foragidos.

2. Golpe e Processo Penal:

  • A Braiscompany prometia retornos fixos em criptomoedas, mas cessou os pagamentos em dezembro de 2022. Em fevereiro de 2023, o Ministério Público Federal abriu processo penal contra os criadores.

Sentença Judicial e Condenações:

1. Penas Severas:

  • A Justiça Federal condenou Antônio Neto Ais a 88 anos e sete meses de prisão, e Fabrícia Farias a 61 anos e 11 meses, junto com oito outros envolvidos.

2. Crimes Relatados:

  • Entre os crimes destacados estão operar instituição financeira sem autorização, gestão fraudulenta, apropriação e lavagem de capitais, com multa total estabelecida em R$ 377 milhões.

Conclusão

O pedido de falência representa um esforço do cliente lesado para recuperar parte de seus investimentos diante do colapso da Braiscompany. O desenrolar legal e as prisões na Argentina indicam um desfecho rigoroso para os responsáveis pelo esquema fraudulento.

O último

Relacionado

Solana Encontra Solução para Congestionamento

A equipe de desenvolvimento da Solana alcançou uma solução...

Surge a ‘DOGE da Solana’ com Valorização Expressiva

No universo das criptomoedas, uma nova "DOGE" surgiu na...

Congestionamento de Bots na Rede Solana: Desafios e Soluções

A rede Solana enfrenta uma crise de congestionamento, com...

Zeta Markets Anuncia Lançamento do Token Z e Airdrop na Solana

Nesta terça-feira (09), a Zeta Markets, uma exchange descentralizada...